terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Relógios de sol no Ano Internacional da Astronomia

O ano de 2009 foi declarado pela UNESCO como sendo o Ano Internacional da Astronomia (International Year of Astronomy) e tem dentre suas principais metas (http://www.astronomia2009.org.br):



  • Difundir na sociedade uma mentalidade científica.
  • Promover acesso a novos conhecimentos e experiências observacionais.
  • Promover comunidades astronômicas em países em desenvolvimento.
  • Promover e melhorar o ensino formal e informal da ciência.
  • Fornecer uma imagem moderna da ciência e do cientista.
  • Criar novas redes e fortalecer as já existentes.
  • Melhorar a inclusão social na ciência, promovendo uma distribuição mais equilibrada entre os cientistas provenientes de camadas mais pobres, de mulheres e minorias raciais e sexuais.


iya_logo_br.PigehzkdO1NF.jpg


De acordo com o site oficial brasileiro:


O Ano Internacional da Astronomia em 2009 comemora os 4 séculos desde as primeiras observações telescópicas do céu feitas por Galileu Galilei. Esta será uma celebração global da Astronomia e suas contribuições para o conhecimento humano. Será dado forte ênfase à educação, ao envolvimento do público e ao engajamento dos jovens na ciência, através de atividades locais, nacionais e globais.


A Astronomia é uma das ciências mais antigas e deu origem a campos inteiros da Física e da Matemática. Teve papel fundamental na organização do tempo e do espaço explorados pela humanidade. Forneceu as ferramentas conceituais para a astronáutica, para a análise espectral da luz, para a fusão nuclear, para a procura de partículas elementares. Os observatórios sempre estiveram na fronteira da óptica, da mecânica de precisão, da automação, da detecção e processamento de sinais. Hoje telescópios no solo e no espaço captam informações em todas as faixas do espectro eletromagnético, desde os raios-gama à ondas longas de rádio. Ela teve e tem profundo impacto no conhecimento e é uma das mais refinadas expressões do intelecto humano.


Contudo após uma verificação do programa de atividades que acontecerão no decorrer do ano constata-se a ausência das que tenham como instrumento observacional os relógios de sol.


Por que, se estes dispositivos estão intimamente ligados às primeiras observações astronômicas feitas pelo Homem?


Conforme já abordado em um post anterior, o fascínio pelo céu e a necessidade de marcar a passagem do tempo durante o dia, ao longo do ano - em função das colheitas, festividades, etc. - e em períodos mais longos; bem como determinar a localização durante viagens longas, por terra ou por mar, fizeram com que o homem, desde os seus primórdios, olhasse para o céu procurando entender o significado do ciclo de dias e noites e outras mudanças periódicas que ocorriam. Mesmo sem nenhum instrumento de observação, a alternância entre o dia e a noite suscitou no homem as primeiras noções de tempo. A partir desta noção foi possível correlacioná-la com a posição do Sol no horizonte tanto no nascente quanto no ocaso, bem como com o seu trajeto no céu no decorrer do dia. Destas observações ele extraiu conhecimento e sabedoria; assim, dando início ao desenvolvimento da ciência que hoje chamamos de Astronomia, que por sua vez acabou fazendo com que outras ciências, como a Álgebra e a Geometria se desenvolvessem.


Portanto, os relógios de sol estão totalmente alinhados com os objetivos do AIA e deveriam ser explorados como um recurso de fácil construção e que permite a observação diurna de pessoas de qualquer faixa etária, que aprendem na prática sobre assuntos diversos como: descobrir os pontos cardinais (Norte, Sul, Leste e Oeste), as razões para as quatro estações do ano, coordenadas geográficas (longitude e latitude), etc. Como a grande maioria das observações astronômicas, obviamente, ocorrem no período noturno um complemento diurno permitiria difundir ainda mais a Astronomia.



Links:


http://www.astronomia2009.org.br/

http://www.astronomy2009.org/


Veja também:


O legado de Galileu - Scientific American Brasil - jan/2009 - Augusto Damineli e Tasso Napoleão



2 comentários:

Alberto Krone-Martins disse...

Oi!
Existem sim atividades relacionadas à relógios de sol no IYA2009. Só que algumas vezes eles não são explicitados!
Por exemplo, no evento de abertura em Olinda ...
Abraço,
Alberto.

Ricardo disse...

Caro Alberto,

É uma boa notícia saber que existem algumas atividades relacionadas aos relógios de sol no IYA 2009, em que pese não estejam explicitadas.

Contudo, a minha proposta é de ter atividades específicas para os relógios de sol devido às grandes possibilidades que estes oferecem. Existe uma boa variedade de tipos de relógios (equatoriais, horizontais, verticais, analemáticos etc.) que permite explorar diversos conceitos do movimento da Terra e movimento aparente do Sol.

Um abraço,
Ricardo